.
Durante muito tempo as práticas comerciais e mercadológicas foram responsáveis por inserir no universo corporativo o conceito do lucro e do crescimento a qualquer preço.

O fenômeno da globalização e a revolução tecnológica culminaram na transformação da sociedade tradicional em “Sociedade da Informação”, surgindo os conceitos de Cultura Organizacional. Essa mudança foi responsável pela quebra de muitos paradigmas e a comunicação passou a ser priorizada como um dos mais importantes setores para o desenvolvimento das organizações.

Ao mesmo tempo, a busca pela qualidade de vida e a consciência de que funcionários felizes trabalham melhor trouxeram a necessidade de criar estratégias capazes de valorizar e dar mais atenção ao público interno para obter melhores resultados para as organizações.

Nesse contexto, surgiu no Butão (pequeno país da Ásia Central), o conceito de FIB – Felicidade Interna Bruta, pelo qual o desenvolvimento de uma sociedade se dá quando o desenvolvimento espiritual e material acontecem lado a lado, para substituir o tradicional índice PIB – Produto Interno Bruto, que mede o nível de crescimento de um país baseado apenas no valor de toda sua produção de bens e serviços comercializados. O novo índice chamou a atenção de muitos economistas, políticos, empresas e personalidades influentes de plantão, tanto que vem sendo fonte de estudos intensivos para a reformulação do PIB.

A transposição desse conceito para o mundo empresarial permite associar estratégias de comunicação capazes de despertar a prática do índice com o objetivo de otimizar os resultados e o desempenho da organização como um todo. Mas para que isso possa acontecer, qual o potencial da comunicação social, em suas dimensões interna e externa, para o aumento do FIB dentro das organizações?

Vamos falar mais sobre esse assunto por aqui no futuro.

Mas enquanto isso, podemos apreciar o trabalho da Icatu Hartford, uma empresa independente no ramo de seguros de vida, previdência, capitalização e administração de recursos, que adotou, há cerca de um ano, o FIB agregado aos conceitos da organização. A idéia surgiu com a apresentação da proposta da nova campanha publicitária pela Agência3, e desde então tem feito um grande sucesso com o público.

Confira o site: Felicidade Interna Bruta.


Acompanhe também o blog do Instituto Visão Futuro, com todas as novidades sobre o movimento do FIB: Blog Felicidade Interna Bruta.