O traje é a tragédia da moda….

imageSim. O título é verdadeiro. Definitivamente o traje é a tragédia da moda!

Basta  que um grande evento seja anunciado para que muitas perguntas venham à tona. E enquanto a maior preocupação masculina é sobre a quantidade de whisky que os anfitriões ofertarão, a feminina é o traje. E não demora para que esse dilema se transforme numa desnecessária tragédia grega! Se for uma festa grega então, palácios despencarão!!…

O convite diz “traje social”. O que devo fazer? É longo? Longuete? Mas não posso ir com um curto clássico e refinado? Mas precisa ser vestido? Não pode ser saia e blusa? Posso usar calça? Brilho? Bordado? Paetê? E o cabelo? Solto ou preso? Decote é permitido? Fenda? E o que o meu acompanhante deve usar? Ai, mas será que eu posso levar acompanhante? Oh, céus! O que farei???… E essa é apenas a introdução de uma longa novela que antecede qualquer festa... É desesperador. Para quem questiona e para quem escuta…

Honestamente, eu sempre fugi um pouco ao perfil das meninas super preocupadas com o traje. Sou vaidosa como todo mundo, gosto de me cuidar, mas o drama da moda não faz o meu tipo. Prefiro me preocupar com a diversão. O traje para mim é preocupação apenas para que eu não seja alvo de holofotes por exageros ou simplicidade demais e que me proporcione conforto para a tão esperada diversão. E se tiver boa comida e boa bebida então, melhor ainda! Aí a única preocupação é não manchar a roupa. Mas se manchar, paciência, faz parte do roteiro de qualquer festa…. Você dá uma risada, volta a dançar, e se bobear ainda paquera o moço que derrubou bebida no seu vestido…

O melhor traje é o bom senso! O mínimo de leitura da situação e discernimento lógico para associar o tipo do evento à roupa que você vai vestir. Não é preciso nenhuma bíblia da moda, gastos astronômicos ou gastrite nervosa. Só bom senso! Coisa que a gente sabe que falta à muuuuita gente…

Pensa comigo. Você é convidado para uma grande festa em comemoração às bodas de prata da sua empresa. Precisa falar que não é permitido jeans?!!! Se precisa, amigo, entra numa escola de bom senso, porque seu caso é sério! Também não precisa ir com um decote na cintura e o comprimento da saia no pescoço, a menos que vá rolar alguma striper na festa, aí tudo bem… Poxa, é simples, é só raciocinar. Até perguntar se precisa longo, longuete ou se pode ir de curto, tudo bem. São perguntas cabíveis. Mas não precisa dramatizar tanto! Se você quer ir de curto, vá! Escolha um modelo adequado e fino para não ficar fora do padrão e pronto! Quer ir de longo? Vale a mesma dica! Se estiver com dúvida, pára por cinco minutos, dá uma boa olhada pra cara do convite que você recebeu, releia o que está escrito e analise algumas coisas simples e básicas que podem te ajudar muito: qual o horário da festa; data (para saber se será verão ou inverno); local e motivo. Só isso. Quatro pontos norteadores. Você não vai colocar uma meia de seda preta com um vestido estampado para um casamento matinal. Nem um vestido a lá Mortícia Adams em um batizado. Também não queira ir de salto fino em uma festa temática country (é trágico, mas eu já vi isso inúmeras vezes!), da mesma forma que você não vai de scarpin em micareta!!!

Gente, interpretação de texto é T-U-D-O!!! Simples assim. Com um pouquinho de atenção, o bom senso não falha. E se ficar alguma dúvida razoável, digita lá no Google, que o nosso amigo buscador de todas as horas nunca falha. Mas digita a coisa certa, hein!! Não vale digitar abobrinha ou algo que não tem nada a ver com o contexto, se vestir igual um jeca e depois sair falando que foi culpa do Google. Olha lá a história do bom senso!

Outra coisinha interessante. Se você é um mero convidado, não queira chamar mais atenção que a noiva ou que a mulher do diretor da sua empresa. É feio, brega e extremamente deselegante. A discrição é o melhor atrativo, meu bem! Você prefere chamar a atenção por estar ridícula ou por estar discreta? Eu fico com a segunda opção. Ou prefiro passar desapercebida mesmo, que é melhor do que ser o motivo de comentários pelo resto do ano, até que a próxima festa trate de revelar o novo rei ou rainha do ridículo da vez….

No fim, não seja preocupado demais, nem extremista. E também não deixe os desesperados de plantão te preocuparem com o assunto. Assuma as rédeas da sua personalidade, vista aquilo que te faça se sentir bem e confortável (com aquela boa dose de bom senso), arrase e divirta-se muito!

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails
.
Aqui você encontra
Comunicação, música, cinema, arte, publicidade, literatura, entretenimento, mundo e outros devaneios...
.
.
A loucura é uma ilha perdida no oceano da razão.
(Machado de Assis)
.
.