E falando em Nicholas Sparks…

imageEle também está na lista da Forbes entre os 10 escritores mais bem pagos do mundo. Sua especialidade? Romances água-com-açúcar, melodramáticos e avassaladores, que conquistam desde o público adolescente até os mais maduros…

Entre os últimos feitos, está Dear John, que eu conferi na versão cinematográfica….

Nicholas começou a carreira como escritor quando trabalhava como delegado de informação médica. Por intermédio de uma agente literária publicou seu primeiro romance, Diário de Uma Paixão, que conquistou as telonas com as interpretações de Ryan Gosling e Rachel McAdams.

A partir daí ele se embrenhou pela trilha do sucesso, com títulos que conquistaram milhares de leitores e dos quais muitos viraram filmes nos cinemas: Uma Carta de Amor (com Robin Wright e Kevin Costner), Um Amor Para Recordar (com Shane West e Mandy Moore) e os dois mais recentes, Dear John e A Última Música….

Pude conferir Dear John há algumas semanas, e o filme é exatamente a essência de Nicholas Sparks: reconfortante e avassalador, apaixonante e devastador…. Resumindo: é para quem gosta daquele romance bem água com açúcar mesmo. E sim, eu gosto!

Eu tenho que concordar que o início de tudo é forçado… John saltando do cais atrás da bolsa de Savanah num ato heróico é pega rum pouco pesado demais, mesmo para o público mais açucarado. Ele poderia simplesmente já estar no mar surfando ou algo assim… Mas enfim…

O longa conta a história de John (Channing Tatum), soldado que está passando as férias em casa e conhece Savanah (Amanda Seyfried), uma universitária que também está em recesso escolar. Durante as duas semanas que passam juntos, eles se apaixonam, e decidem continuar o romance através de cartas quando John retorna para o campo de batalha….  Aí o filme já me conquistou: romance e cartas – a receita perfeita! (Foi por isso que também me apaixonei por A Casa do Lago).

Acontece que com a eclosão do 11 de Setembro, John decide prolongar sua estadia em campo junto com a tropa. Com o tempo, Savanah deixa de lhe enviar as tão esperadas cartas e no adeus lhe envia uma última correspondência contando a ele sobre seu noivado com outro homem. Decepcionado, John destrói todas as cartas e passa a viver pelo exército. Baleado em combate, vai para o hospital e após recuperado, mesmo com a baixa de sua tropa, decide seguir a carreira militar. Apenas com a notícia de que seu pai estava internado John retorna para sua cidade natal.

O pai, aliás, era o único familiar de John e com quem ele tinha uma relação simples e repleta de significados. Austista, a relação entre eles era mantida pela paixão por colecionar moedas.

Com a morte de seu pai, John fica na cidade para resolver as burocracias decorrentes e decide visitar Savanah. Ele descobre que ela estava casada com Tim, amigo do casal desde e pai de um garoto autista com quem Savanah convivia desde que nasceu… A verdade era que ao descobrir que tinha câncer, Tim casou-se com Savanah por ter certeza que assim seu filho sempre teria alguém que cuidasse dele, sabendo da afeição de Savanah pelo garoto. Sem dinheiro para o tratamento, Tim permanecia internado em um clínica.

Antes de partir, John vende a coleção de moedas de seu pai e doa o dinheiro para o tratamento de Tim, garantindo à ele mais dois meses de vida ao lado de Savanah e seu filho…..

Ao perceber que John foi o autor da doação, Savanah escreve à ele outra carta agradecendo por seu ato e dizendo que o amor que sentiam um pelo outro permaneceria sempre o mesmo, não importa o que acontecesse ou onde estivessem….

No fim do filme, eles se encontram ocasionalmente na rua, deixando para a imaginação do espectador o final da história….. Se por um lado podemos acreditar que eles finalmente poderiam viver a tão esperada relação, por outro me pergunto se o destino do casal não seria passar o resto da vida entre idas e vindas sem que jamais pudessem realmente ficar juntos, como tantas vezes vemos por aí….

É exatamente em aspectos como esse que reside a essência de Sparks. Em conseguir contemplar o doce e o amargo em um mesma história. Em saber dar o tom de que nem tudo é perfeito, nem mesmo no amor, em dizer que há dificuldades a superar e cicatrizes que podem jamais ser curadas….. Tudo isso torna sua narrativa particular e inesquecível.

Um Carta de Amor é o ápice dessa receita. O amor que Thereza encontra em Garret é tão sublime quanto qualquer pessoa poderia desejar, mas o destino não os quer juntos, e sofremos com as personagens como sofremos em nossa própria realidade…..

Além de conquistar os fãs de Sparks, o outro grande feito de Dear John foi bater a bilheteria de Avatar após longos finais de semana intocáveis no topo… Acho que isso dá uma prova do potencial do autor, não é mesmo. Mas eu sou suspeita para falar….

Assista com uma barra de chocolate ao lado… Vale a pena…

 

 

Em tempo: há mais uma obra de Nicholas em fase de negociação para virar filme – The Lucky One, que conta a trajetória de Logan Thibault, um soldado da Marinha que sobreviveu a três anos no Iraque e carrega consigo o que considera seu bem mais precioso: a foto de uma mulher que nunca conheceu. De volta à Carolina do Norte, seu objetivo é conhecê-la…

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails
.
Aqui você encontra
Comunicação, música, cinema, arte, publicidade, literatura, entretenimento, mundo e outros devaneios...
.
.
A loucura é uma ilha perdida no oceano da razão.
(Machado de Assis)
.
.