Invista em Felicidade!

imageQuantas vezes você ficou planejando aquela viagem dos sonhos e acabou trocando o investimento pela nova versão do Iphone ou alguma outra tecnologia do tipo?

Pois estão é hora de rever seus conceitos!

Está mis do que provado que gastar com lazer traz mais alegrias do que bens materiais….

Psicólogos da Universidade de Cornell, em Nova York, confirmaram que experiências gratificantes, como viajar e festas, deixam as pessoas mais felizes do que a compra de bens materiais.

Tatiana Filomensky, psicóloga do Ambulatório de Transtornos do Impulso do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas (SP), também acha que experiências e compras são sentidas de maneiras diferentes. Apesar de ambas levarem à felicidade, a emoção vem em intensidades distintas.

Ela explica que experiências são mais complexas e mais ricas e, por isso, deixam mais lembranças. São essas memórias que fazem com que o bem-estar causado por uma viagem dure mais. Toda vez que você se lembrar daquela água de coco que tomou de frente para o mar ou então daquele croissant que você comeu em um charmoso café parisiense, parte da sensação que marcou o momento da experiência vai voltar para a sua cabeça.

A compra de bens materiais, por outro lado, gera uma felicidade vulnerável e com prazo de validade. Ela é inconstante porque é mais fácil de ser comparada. Por exemplo, você pode começar a ver tudo o que faz a sua nova camisa jeans menos bonita do que a camisa jeans da sua colega de trabalho - você vai notar como o tom do tecido da peça dela é mais bonito do que o da sua, como ela parece mais magra do que você... Pronto! Isso já é suficiente para acabar com toda aquela alegria que você sentiu ao assinar a nota do cartão de crédito e sair da loja com a sacola.

Mesmo que você não tenha uma colega de trabalho que fica mais bonita do que você, mesmo que vocês estejam usando praticamente a mesma roupa, sempre há a terrível possibilidade de você se arrepender da sua compra. O desgaste de pensar que deveria ter comprado a camisa de jeans escuro e manga curta ao invés da de tecido claro e mangas compridas pode destruir a sua paz!

Objetos também acabam perdendo a graça. “Você se acostuma com eles”, explica a psicóloga. Logo, a moda passa e a camisa jeans que você usou até a exaustão não vai mais ser tão indispensável quanto um mocassim. Além disso, é mais fácil comprar uma camisa do que viajar. A segunda atividade exige que você consiga sair de férias do trabalho, cancele todos os compromisso se ainda arque com os custos do passeio. Uma compra está a um shopping de distância do seu armário e, na maioria das vezes, sai bem mais barato do que uma viagem. Costumamos dar mais valor àquilo que fazemos mais esforço para conquistar.

 

Curta as suas férias como se não houvesse amanhã!

• Viaje livre: deixe em casa o excesso de bagagem e as tralhas desnecessárias. Não estamos falando apenas de peças de roupa e objetos, mas também de preconceitos. Abra os olhos e experiente o estilo de vida do lugar onde você está. Não fique pensando só em arroz e feijão, aproveite para comer um bom prato típico da região.

• Não faça excessos, seja na alimentação, na bebida, ou mesmo na hora de se exercitar. Uma dor de barriga ou bolhas nos pés podem atrapalhar sua viagem.

• Não se prenda a planos estritos. Abra a mente para mudanças de última hora. Se um museu está fechado, olhe em volta e veja o que mais há para conhecer por ali.

• Enfrente tudo com bom humor. Se aconteceu um imprevisto, pense no que ele pode gerar de diversão. O voo atrasou? Que ótima oportunidade para conhecer os arredores do aeroporto ou fazer amizades com outros viajantes.

• Escolha seu destino de acordo com seus interesses e prepare-se para ele lendo sobre o país ou cidade que vai visitar e descubra o que você poderá conhecer lá.

 

Planejar para descansar

É muito chato quando você volta para casa decepcionada depois de gastar muito dinheiro e tempo em uma viagem. A melhor saída para evitar essa dor de cabeça é planejar tudo. Desde a escolha do destino até a decisão de detalhes, como quanto tempo passar em cada lugar, podem ser feitos ainda em casa e vão garantir o sucesso das férias. Antes de tudo, responda algumas perguntas que vão te ajudar a definir o que você quer e o que não te interessa:

• O que espero dessa viagem?
• Com quem vou viajar?
• Quanto tempo tenho?
• Quanto dinheiro tenho?
• Em que época posso viajar?

 

Dicas de viagens

Não há nunca a dica perfeita. Poderia lhe recomendar Paris, Roma, Milão, Itália, um tour pela Europa, Las Vegas, Butão, Austrália ou Ilhas Maldivas…. Mas não importa!

Se você não tem muito capital para investir em uma grande viagem, pode ir até a praia mais próxima, que seja. Mas vá com prazer, despido de preconceitos e aberto à novas experiências. Dê-se o direito de aproveitar o ócio e passar algum tempo com que você gosta.

Nunca mais você vai precisar de terapia, conselhos astrológicos ou sessão deprê com as amigas…..

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails
.
Aqui você encontra
Comunicação, música, cinema, arte, publicidade, literatura, entretenimento, mundo e outros devaneios...
.
.
A loucura é uma ilha perdida no oceano da razão.
(Machado de Assis)
.
.