Eis a questão…

Dia-do-Jornalista4Sempre alguém pergunta… Mas se você gosta tanto de escrever, não deveria ser jornalista ao invés de publicitária? Não necessariamente…

Meus caros, há sim diferenças entre o redator jornalista e o publicitário. E um texto muito interessante do Redator Fernando Luz esclarece um pouco o assunto…. Aliás, vale conferir o blog do Fernando, cheio de coisas interessantíssimas!

E afinal, qual a diferença? Essa semana mesmo, quando uma amiga perguntou, eu tentei resumir a história no seguinte: o jornalista normalmente realiza um texto muito mais investigativo, constata fatos. Já o publicitário pega o princípio básico da redação e deve adaptá-lo aos mais diversos contextos, quase sempre com o mesmo objetivo: vender! No fim, com o mundo sendo um lugarzinho cada vez mais dinâmico, as duas vertentes estão se fundindo cada vez mais. É preciso ser um pouco de tudo, seja criativo ou investigativo… E é justamente sobre isso que o texto de Fernando Luz fala. Confira: Redator Publicitário ou Jornalista? Eis a questão…

Para a minha pessoa, particularmente, o jornalismo, por mais interessante que seja, não serviria. Sempre gostei de fazer de tudo um pouco, e essa é umas das maiores dádivas da publicidade e propaganda. A cada trabalho você mergulha em um universo diferente, um mais complexo que o outro e com possibilidades que são extremos opostos. Eu gosto desse movimento, desse vai-e-vem. Tenho a mente curiosa, e os curiosos tem necessidade de movimento e dinâmica constante. Se tivesse feito jornalismo, boa parte dessas possibilidades ficaria minada pela falta de conhecimento técnico ou específico que a formação publicitária proporcionou. Na publicidade, a redação vem como a base, o alicerce. A partir dali, você é livre para criar os caminhos que forem necessários, até mesmo seguir a vertente jornalística se a ocasião assim exigir. E posso ainda ir além, saindo da exclusividade do campo escrito para invadir a criação, a arte, a estratégia, o planejamento, o contato com o cliente…. Enfim, uma interminável lista de possibilidades que nunca me deixou dúvidas de que esse era o caminho a seguir. (PS: Nesse outro post Fernando fala sobre o Redator Publicitário, para se ter uma breve idéia)

Ah, mas você não trabalha em uma agência, Letícia? Então tudo isso vai para o espaço? Não, gente…. Não é porque não trabalho em um agência que o sentido da coisa muda. Dentro de uma empresa as coisas não são diferentes: você tem os mais variados públicos, desde os clientes internos aos externos, tem veículos de comunicação – mesmo que seja aquele informativo basicão –, tem campanhas internas e externas, planejamento, estratégia e até a velha e boa briga com o orçamento, a sonhada verba que o marketing tanto deseja e o financeiro tanto nos nega…. rs

Para expandir os horizontes e não ficar só no ramos de mercado em que sua empresa se enquadra, simples: faz uns freelas aí meu filho! Eu faço, no tempo livre, claro, porque não adianta querer agarrar o mundo e não fazer nada direito, comprometendo seu emprego fixo e os possíveis clientes esporádicos. Mas é algo que vale a pena, e ainda amplia sua rede de contatos de forma bastante interessante, principalmente se você souber divulgar o seu trabalho.

Por fim fugimos do assunto, tamanha a empolgação… Sim, eu AMO o que eu faço!!!! Conseguiria me ver fazendo outra coisa? Sim, conseguiria. Mas não sei se por tanto tempo quanto me vejo fazendo isso…. E explorando cada nova possibilidade desse universo….

Quer saber…. Publicitário, jornalista… Não importa muito de onde você vem… Meu chefe é um jornalista que virou marqueteiro e se sai muito bem no que faz…. O segredo é gostar do que você faz! Dedicar-se do início ao fim! Você pode não ter diploma nenhum, nunca ter entrado em um faculdade (e eu tenho muitos amigos que seguindo esse caminho hoje são profissionais muito melhores que muito nego diplomado aí…), se gosta do que faz, o sucesso é garantido! É ganhar bem será uma consequência… Porque não há dinheiro no mundo que pague a satisfação de se fazer o que gosta…

2 comentários:

Fernando Luz 24 de janeiro de 2011 13:32  

Oi Soraia.

Muito obrigado pela citação.

Abraços!

Letícia 24 de janeiro de 2011 19:40  

Imagina, Fernando... Coisa boa é pra ser divulgada mesmo!

Abraços!

Related Posts with Thumbnails
.
Aqui você encontra
Comunicação, música, cinema, arte, publicidade, literatura, entretenimento, mundo e outros devaneios...
.
.
A loucura é uma ilha perdida no oceano da razão.
(Machado de Assis)
.
.