E o vencedor é… Steven Seagal!

Nova Imagem (3)Aconteceu na noite do último sábado o tão esperado confronto entre Vitor Belfort e Anderson Silva. E não foi preciso mais do que um único round de três minutos para que o vencedor fosse declarado: Steven Seagal!!

Isso mesmo, você leu certinho. Anderson Silva derrotou o compatriota Belfort com um chute cinematográfico que aprendeu com ninguém menos que Steven Seagal, um de seus treinadores.

Um dos combates mais aguardados dos últimos tempos, ganhou o apelido de ‘luta do século’. E não foi preciso mais do que 3min25 de luta para que o vencedor fosse definido. Mesmo entrando no ringue ao som de muitas vaias, Anderson Silva aplicou um único chute que nocauteou o favorito Vitor Belfort, mantendo seu cinturão dos médios do UFC intacto, com 13 vitórias consecutivas (outro recorde no Ultimate).

E apesar das muitas provocações antes do grande confronto, os adversários mostraram profissionalismo e espírito esportivo ao final da luta. Anderson foi até dar uma espiadinha lá para ver se Belfort ainda estava vivo…

Mas o grande destaque da noite foi, sem sombra de dúvidas, ninguém menos que Steven Seagal. O astro dos filmes de ação que a Globo não se cansa de repetir jamais é um dos treinadores de Anderson e o grande mestre que lhe ensinou o golpe fatal aplicado pelo atleta para nocautear Belfort.

Para completar a alegria de Anderson, hoje o Corinthians (seu time do coração), que vinha colecionando uma série de derrotas e aguentando muitas piadinhas de todos os outros seres não corinthianos do mundo, venceu hoje o Palmeiras por um gol de salvação no minuto final….

É… vale tudo é vale tudo, né…. Checa aí o resultado… Não deu tempo nem dos apostadores sentirem um pouco da adrenalina do vai e vem no ringue….

 

2 comentários:

Adelson (Gerenciando Blog) 6 de fevereiro de 2011 22:44  

Olá, Letícia!

Que surpresa este seu artigo! Você é mesmo eclética! :-)

Acabo de assistir à luta do Anderson. Dias atrás eu dizia pra Taci que esta seria a luta em que ele perderia o título. Mas, nem teve graça! Um frontal no queixo acabou com a noite de Vitor Belfort.

Também achei bacana o agradecimento dele ao Steve Seagal! Uma pena que o tradutor brasileiro não tenha traduzido para o inglês essa fala dele.

Mas, estou aqui pensando: imagine só o que teria acontecido se, ao invés do Seagal, o treinador fosse Chuck Norris! A cabeça do Belfort teria literalmente entrado em órbita! risos

Um abraço!

Letícia 6 de fevereiro de 2011 22:54  

Olá, Adelson!

Pois é... acho legal conhecer de tudo um pouco! E não teve graça mesmo... A gente queria ver infinitos rounds para decidir o campeão... E não deu nem mesmo para aquecer....

Noooossa!! Se o treinador fosse o Chuck Norris, apenas um olhar fulminaria o Belfort! Seria um Roundhouse Kick na certa o motivo no nocaute! rs...

Valeu a visita, Adelson!!

Beijos

Related Posts with Thumbnails
.
Aqui você encontra
Comunicação, música, cinema, arte, publicidade, literatura, entretenimento, mundo e outros devaneios...
.
.
A loucura é uma ilha perdida no oceano da razão.
(Machado de Assis)
.
.