Collateral

imagesJá que tocamos no assunto... uma nota rápida.

A trilha de Collateral sozinha vale um post exclusivo só para ela. Com seleções escolhidas a dedo e perfeitamente sincronizadas com o ritmo frenético do longa (que colocou Tom Cruise em um papel inovador em sua carreira – e, admitamos, louvável – ao lado de ninguém menos que Jammie Fox e Mark Ruffalo), cada música incorpora as situações vivenciadas por Max, o taxista noturno com sonhos de um futuro melhor…

Da abertura do filme com a apresentação de Vincent, o matador de aluguel, ao som de Briefcase (detalhe para a participação de Jason Statham), passando pela inclusão perfeita de Shadow on the Sun diretamente de Audioslave, às criações de James Newton Howard e Antonio Pinto, nada passa incólume ao telespectador.

Era para ser só mais uma noite de trabalho para Max, com uma proposta de alguns trocados a mais. Mas torna-se a noite mais desafiadora de sua vida. Some à receita muito adrenalina, interpretações vigorosas (a forma como Vincent encara seu trabalho abre diversos pontos de reflexão durante todo o filme, principalmente em comparação ao outro extremo de personalidade, que é o próprio Max; policiais comprometidos e não comprometidos – Fanning não quer saber se não é mais trabalho da polícia local ou do FBI, se ele começou a caçada, vai até o fim!), grandes nomes (além de Cruise, Fox e Rufallo, o elenco conta também com Javier Barden e Jada Pinkett Smith) trocadilhos e metáforas e terá na sua tela um belíssimo longa de ação-suspense, daqueles para virar referência mesmo!

Filmão, cheio de musicão!

 

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails
.
Aqui você encontra
Comunicação, música, cinema, arte, publicidade, literatura, entretenimento, mundo e outros devaneios...
.
.
A loucura é uma ilha perdida no oceano da razão.
(Machado de Assis)
.
.