Amor ao ofício !

imageNão tem nada mais recompensador do que alguém que tem amor à sua profissão. Eu amo o que eu faço e disso não tenho dúvidas.

Mas nesse 31 de Maio, Dia dos Comissários de Bordo, vamos parabenizar Ronald Pennaforte, o profissional que inovou a prática de demonstrações de segurança e apresentações em voos com seu bom humor e descontração sem iguais, e todos os seus companheiros de ofício…

Há dois Pennaforte brinca com as colegas de voo, canta, dança e diverte os passageiros, aliviando até mesmo a tensão comum àqueles que tem medo de voar. Há quem não goste, mas isso existe em todos os setores da vida, não há como remediar. A companhia aérea de tarifas baixas para a qual trabalha,  Webjet incentivou essa prática como uma forma de popularização dos voos, além de garantir que os passageiros prestem mais atenção às instruções de segurança.

O segredo do sucesso: ele gosta do que faz!

Oficialmente, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) não se opõe a esse estilo, digamos, palhaço. Só impõe alguns limites. Na empresa, ele conta com o apoio de seus superiores, pois, involuntariamente, virou garoto-propaganda da marca. E com facilidade para ser o centro das atenções, Pennaforte também exibe seus dotes artísticos em solo: é cantor da escola de samba União da Ilha e frequentemente se apresenta em festas e casamentos. Pisou pela primeira vez na Sapucaí aos 11 anos, fantasiado de anjinho. Compôs mais de 200 sambas, cantou com Beto Barbosa e Leci Brandão, mas começou a carreira artística em 1991, nos Estados Unidos. Ganhava a vida jogando futebol e passou a faturar até US$ 300 por show com uma escola de samba. Aos 39 anos de idade e 12 de aviação, casado e pai de uma menina de 2 anos, diz que seu objetivo é distinguir-se dos demais 12 000 comissários das companhias brasileiras. Quem já pegou um desses voos garante: ele conseguiu.

Celebrado a cada viagem, o humorista dos ares segue uma linha com numerosos adeptos lá fora. É sucesso no YouTube o grupo de aeromoças filipinas que imita Lady Gaga na cabine. Também roda o mundo a imagem do comissário da americana Southwest Airlines que dá as instruções ao ritmo de rap, marcado pelas palmas dos passageiros. E na Nova Zelândia, a Air New Zealand apresenta os procedimentos ao som de “The only way is up”, da cantora britânica Yazz, estrelado por Richard Simmons, uma espécie de “Paulo Cintura” americano. Por aqui, circula na internet um vídeo de Pennaforte com mais de 25 000 acessos, alvo de muitos comentários elogiosos e algumas críticas, parte delas apócrifa, mas, pelo linguajar usado, certamente feita por colegas de profissão.

Confira a matéria publicada na UOL e a seguir a descontraída entrevista para o Pato com Laranja.

 

 

 

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails
.
Aqui você encontra
Comunicação, música, cinema, arte, publicidade, literatura, entretenimento, mundo e outros devaneios...
.
.
A loucura é uma ilha perdida no oceano da razão.
(Machado de Assis)
.
.