O fim de uma era…

imageChegou o tão esperado e tão temido momento. É hora do fim para Harry Potter e uma legião de fãs bruxos e trouxas espalhados pelo mundo.

Não acho que eu possa me incluir entre os fãs, nem mesmo li todos os livros ainda e sempre acabo confundindo a ordem cronológica dos títulos. Mas acompanhei cada episódio de perto. Bem de perto…

Meu irmão fez parte da geração que cresceu com Harry Potter. E com ele acompanhando cada pedacinho dessa aventura, eu fui na onda. Ele leu o primeiro livro, vi o filme com ele, decidi ler o livro. Ele continuou, eu acabei parando no segundo livro. Mas a cada nova edição que ele lia, eu pedia que me contasse a história para que eu fosse acompanhando os filmes. Aliás, vimos todos os longas juntos, praticamente como um ritual (o mesmo acontece com Supernatural, mas nesse caso, fui eu quem o levou ao vício… rs). E eis que chega o momento da despedida.

Quando “O Senhor dos Anéis” chegou ao fim, eu (que li todos os livros, até mesmo as infindáveis apresentações de toda linhagem genealógica de cada personagem) fiquei no cinema com uma sensação estranha, sem vontade de levantar da cadeira para ir embora, com medo de não ter pelo que esperar no próximo final de ano… Afinal, a emoção de ver cada episódio era justamente ir ao cinema e ficar totalmente imerso na história, que em muitos momentos conseguiu traduzir imagens exatamente como imaginei ao ler na obra de Tolkien.

Agora que é a vez de Harry Potter, me sinto assim, mas por motivos diferentes. Claro que a ansiedade de ver o desfecho da saga contribui, bem como ter acompanhado o crescimento de cada personagem e o aumento do tom sombrio a cada episódio. Mas acho que Harry Potter representará mais que isso. Será como o fim de uma fase em nossas vidas. Durante 10 anos acompanhei o bruxinho crescer, assim como meu irmão. E agora que ele cria asas para voar, meu irmão também o faz. Sentimentalismo e nostalgia, eu sei. Ele continuará sendo meu irmão, etc e tal…. Mas bate aquele friozinho na barriga, aquela saudade de quando a gente carregava no colo e sabia onde estava, o que estava fazendo, e que o maior perigo que ele corria era tomar um capote e levar uns pontos… Ele já cresceu, já criou asas e já pertence ao mundo. Mas ver o fim de HP é deixar isso um pouco mais claro quando ainda tentamos camuflar o que já era tão óbvio. É, o tempo passa…. Os momentos bons permanecerão, com formatos e cores diferentes a cada nova fase. Mas sempre nos lembraremos da era Harry Potter com carinho e saudosismo, por um milhão de motivos comuns e particulares a cada um de nós… Sempre que vejo o trailer abaixo e ainda fico arrepiada…

Bom, momento corujão à parte, ainda não conferi o filme, mas tenho certeza que ficarei com apenas um desejo sem realizar-se: ver a música tema tocar ao som de Metallica na abertura do último longa, coroando o ápice de tempos sombrios e desafiadores… Essa Harry vai ficar me devendo…

 

 

Imagina a situação desse elenco ao terminar 10 anos juntos… Deve ser algo como o fim da escola. Você não vê a hora de se livrar, mas sabe que vai morrer de saudades…

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails
.
Aqui você encontra
Comunicação, música, cinema, arte, publicidade, literatura, entretenimento, mundo e outros devaneios...
.
.
A loucura é uma ilha perdida no oceano da razão.
(Machado de Assis)
.
.