Sebastian Bach no Dia do Rock

imageEle ainda arrasa. O cabeludo que arrancou muitos suspiros em 86 ao lado da trupe do Skid Row mostrou que continua com a voz intacta, mesmo carisma e talento 20 anos depois.

No auge de seus 45 anos, Bach levou muitos marmanjos ao HSB Brasil em SP no Dia do Rock para prestigiar a apresentação do Big Noize.

Carismático e com um gênio difícil, Sebastian Bach é um dos maiores nomes da história do rock. E ele faz por merecer seu talento. Seja como vocalista, músico ou compositor, Bach construiu um importante legado para o universo musical e tem participação e influência em diversas bandas do cenário atual.

l (1)Não bastasse a veia musical, ele mostrou que também manda bem como ator. Bach participou da quinta temporada completa do seriado Gilmore Girls como integrante da banda Hep Alien, garantindo alguns do melhores momentos do quarteto formado por Lane, Zack, Brian e Gil (o próprio Bach). Além disso, fez também uma participação especial como figurante protestante no longa Rock of Ages (nada poderia ser tão característico, certo?).

E é com essa bagagem que ele tem feito alguns shows muito procurados pelo público apreciador do velho e bom rock’n’roll no Brasil. Assim como aconteceu na noite de 13 de Julho, quando muitos marmanjos na casa acima dos 35 anos celebraram o Dia do Rock ao som do Big Noize.

Eu, infelizmente, não estava lá… Mas você confere coo foi na matéria de José Norberto Flesch:

 

Sebastian Bach faz plateia feminina cantar alto em show do Big Noize

Não faltaram bandas tocando covers, ontem, em São Paulo, no Dia do Rock. Nenhuma, no entanto, era formada por músicos tão conhecidos como a Big Noize, que tocou no HSBC Brasil. Estrela de um show patrocinado por uma rádio da cidade, o quarteto tirou de casa homens e mulheres predominantemente em torno dos 35 anos, que foram até o local para ver principalmente o vocalista, Sebastian Bach.

Aos 45 anos, o cantor ainda reúne um séqüito respeitável de fãs e arranca suspiros de seguidoras fieis. Tanto que, das 15 músicas do repertório do show, as quatro do Skid Row, banda na qual comandou o microfone até 1996, foram as mais cantadas pela plateia, que não chegou a lotar o lugar. As "sebastianetes" – ou seriam "bachetes"? – fizeram coro e soltaram gritos especialmente em "18 and Life" e "I Remember You".

Bach não tirou a camisa, como gostavam as moças quando o viam no Skid Row, mas mostrou uma aeróbica invejável no palco. Um dos cantores de hard rock com a voz mais intacta de sua geração, Sebastian conduziu um set list que ainda teve músicas de Black Sabbath, Dokken, Ozzy Osbourne, Heaven and Hell e de sua carreira solo. A escolha de canções levou em conta o currículo dos integrantes do Big Noize. O guitarrista George Lynch (ex-Dokken), o baixista Phil Soussan (ex-Ozzy) e o baterista Vinnie Appice (ex-Black Sabbath, ex-Heaven and Hell) ganharam, inclusive, um solo cada um.

Com tal time, ficou com Sebastian também a função de animador de torcida. Ele imitou os gestos de Ozzy Osbourne quando cantou "I Don't Know" e "Crazy Train". Ao perceber a boa resposta da plateia a "Heaven and Hell", logo na introdução da música, puxou o coro "Dio, Dio, Dio" para homenagear Ronnie James Dio (1942 – 2010), vocalista do Black Sabbath quando o grupo gravou aquele tema, e também do Heaven and Hell, que tirou seu nome exatamente da conhecida canção. Depois, Bach dedicou "Alone Again", do Dokken, à noiva, que assistia ao show ao lado do palco. Para terminar, mostrou a inscrição "Youth Gone Wild" tatuada no braço e mandou a música homônima, mais uma do Skid Row.

Foi o fim, após 1h50 de apresentação. Em setembro, o cantor volta ao Brasil como atração do Rock in Rio e faz ainda um show em São Paulo.

Fotos AQUI

E para lembrar dos antigos sucessos…

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails
.
Aqui você encontra
Comunicação, música, cinema, arte, publicidade, literatura, entretenimento, mundo e outros devaneios...
.
.
A loucura é uma ilha perdida no oceano da razão.
(Machado de Assis)
.
.