Excitante e intenso

Quem precisa de palavras quando o toque de uma única corda é capaz de arrepiar até o seu último fio de cabelo? Junte o melhor da música clássica e o melhor do rock’n’roll e pronto, você tem 2Cellos e um final de semana muito mais feliz!

Confira como foi o show de Luka e Stjepan em São Paulo ontem!


A dupla esloveno-croata que conquistou o mundo com um estilo inovador e mostrou que é possível ultrapassar as barreiras da música clássica tradicional com um tempero mais moderno e popular fez neste sábado sua primeira apresentação de 2015 no Brasil em um show que lotou o Espaço das Américas (aliás, um salve para a estrutura do local, que deixou as baixinhas felizes e todo mundo vendo o show sem aquela árdua missão de desviar das cabeças na multidão!) e encantou quem estava presente. E eu estava lá!!!! \o/

Aliás, tudo conspirava para que eu não estivesse.... Mas quando você quer algo de verdade, corre atrás, não é mesmo? E lá estava eu, correndo atrás de conferir de perto a dupla que nos faz vibrar com dois violoncelos e muito talento.

Mas não se deixe enganar pela imagem da música clássica. Eles foram feitos para os holofotes. E gostam do palco. Mais do que isso, gostam do contato com o público e sabem que a simpatia são a chave para o sucesso capaz de reunir um público do mais variado possível: jovens, idosos, casais, famílias, amigos, roqueiros, apreciadores de música clássica e até mesmo um par de curiosos. A mistura entre o clássico e o inovador consegue agregar no mesmo espaço diversas gerações, mas ao final o sentimento para todos é o mesmo: euforia, alegria e realização.

Com meia hora de atraso, ao ouvir o chamado do público nos aplausos eles entenderam o recado: era hora de começar. Sem mais demoras os músicos Luka e Stjepan entram no palco e deleitam o público ao som das origens da música clássica em sua formação: Oblivion e Gabriel´s Oboe.

Público sedento por mais, Luka faz a primeira pausa e agradece o público pela presença, já dando mostras de que simpatia é parte do pacote que a dupla entregará durante todo o show. Eles conversa, pede que todos se sintam à vontade durante a apresentação para fazerem o que quiserem, de gritar, a cantar, pular, chegar próximo ao palco ou flertar com o parceiro galã. E assim eles partem para uma viagem ao universo pop com Where the Streets Have no Nome e Viva la Vida.

Público aquecido, tudo correndo bem, é a vez de uma nova pausa para Stjepan fazer o que sabe de melhor: galantear. A fama de bonitão conquistar do moço se torna mais uma das simpáticas piadas para o show, com direito à voz sedutora e elogios ao público feminino. Como se precisasse, pede ao público para ficar até o final e faz piada com a Argentina. Mesmo sabendo que as falas são as mesmas em todos os shows, eles conseguem se conectar ao público e sair do piloto automático. E em clima de romance entrega uma lindíssima versão de Book of Love, que vem seguida por Resistance, marcando a transição de ritmos ao longo da noite. Mas não sem antes mais alguns galanteios que precederam With or Without You, deixando muitos casais apaixonados e moças encantadas.

Enquanto isso, pausa para o nosso comentário: brincamos sobre as mulheres, que se encantam com a beleza dos moços, mas os homens também acabam cedendo aos “encantos” da música clássica marcada por um tempero único e o talento dos rapazes com os cellos. É impossível não ficar hipnotizado pela sensibilidade e agilidade com que transformam o que poderia ser apenas um som em música da melhor qualidade.

De volta ao show, hora de trazer ao público canções que colocaram o 2Cellos na trilha do sucesso: Human Nature, Smooth Criminal e Welcome to the Jungle.

E assim o show transcorre em um ritmo crescente, do clássico ao pop para, finalmente, deleitar o público com o rock em uma sequencia que uniu Thunderstruck, Voodoo People, Mombasa, They Dont Care About Us (querida pelos brasileiros pela gravação do clip de Michael Jackson no país) e Smells like Teen Spirit.

A essa altura a plateia já está em chamas, mas querendo mais e mais e mais. Então Stjepan e Luka chamam reforço. Com a presença do baterista Dusan Kranjc, de apenas 24 anos, a música clássica eleva todos os seus níveis e traduz You Shook Me All Night Long, Highway to Hell, Satisfaction e Trooper em meio à conversas com o público, palmas, muita animação e até um convite para que todos ficassem em pé e incendiassem de vez o salão, com direito à tiara de chifrinhos e tudo para Stephan em Satisfaction. Simplesmente sensacional!

Eles se despedem e todos ficam ansiosos pelo bis. E então vem a surpresa que coroa a simpatia dos moços: camisa do Brasil e mais três homenagens ao país: Mas que nada, Gustavo Lima e o raio do Michel Teló e seu “assim você me mata” que o mundo jamais esquecerá, para nossa alegria..... Mas mesmo para quem passa longe do sertanejo, ver uma tradução (muito melhor!) das duas canções e, mais que isso, a alegria e satisfação no sorriso sincero de Luka ao ver a reação do público brasileiro já vale qualquer sacrifício (que nesse caso nem foi sacrifício algum). Bora então marcar o momento com a tradicional selfie de Luka com toda a plateia:


Para fechar a noite, We Found Love para lembrar da Rihanna, que estava entrando no palco do Rock in Rio naquele momento, e uma belíssima Aria de Bach, mostrando que o respeito às origens que lhes trouxe tantas oportunidades não é esquecido pela dupla em momentos algum.

Fim de show. Mas não de seus incríveis efeitos para quem viveu aqueles 90 minutos da mais pura energia positiva e vibração musical em seu mais elevado estágio, totalmente excitante e intenso. Como é possível a música nos fazer tão bem?!!

É comum em final de show, naquele trajeto cansativo até o carro, você ouvir todo tipo de comentário, bom ou ruim. Mas é raro ouvir apenas os bons, vindo de todas as idades, gêneros e estilos. E assim aconteceu. Todos admirados e satisfeitos. Também pudera. Estrutura impecável, música de qualidade, músicos simpáticos e conectados com seus ouvintes. A receita perfeita para o sucesso.
Mas nós, como bons brasileiros, também fizemos a nossa parte. Procura lá nas redes sociais do 2Cellos fotos com a camiseta do time de outros países no show... Não tem! Se isso não é resultado do nosso calor brasileiro, que mesmo com uma fase tão complicada continua em alta, então não sei o que é....

E assim vim para casa. Mas não consegui dormir antes de botar todo esse pensamento para fora... Quando você vai a um show, principalmente em nosso país com ingressos tão caros, você espera, no mínimo, algo melhor que o álbum e os vídeos no youtube. Aquele “que” a mais, um diferencial, um cuidado especial por nossa presença ali, junto do palco, e não atrás de uma tela. E poucos são os verdadeiros artistas que conseguem nos entregar isso, ainda mais em um século em que música virou enlatado massificado e playback é rotina. E encontrar talentos que cruzam a barreira do comum e entregam muito mais do que cabe em uma caixinha é voltar para casa com a sensação de que cada segundo, cada centavo e cada dedinho do pé dolorido valeu a pena, com lembranças que serão acendidas cada vez que você ouvir a música outra vez e pensar “ao vivo é ainda melhor”...  =)


Em tempo I

A dupla ainda se apresenta em Brasília, Porto Alegre e Rio de Janeiro nesta semana. É a segunda vez do 2Cellos no país, a primeira foi em 2013.


Em tempo II

Você conhece a história meteórica do 2Cellos?

A formação da dupla é meio curiosa. Luke e Stjepan eram, na verdade, rivais. Ambos violoncelistas desde a infância, um dia deram o braço a torcer sobre o talento um do outro e resolveram unir forças. Veja o vídeo com a primeira apresentação deles juntos:


Mas foi em 2011 que tudo aconteceu. Em janeiro eles postaram no YouTube uma versão instrumental de "Smooth Criminal", de ninguém menos que o rei do Pop, Michael Jackson. Em poucas semanas eles se tornaram um sucesso completo, com mais de 5 milhões de visualizações. E tão logo eles apareceram aqui no blog em Fevereiro do mesmo ano.


Foi graças a esse vídeo que conseguiram um contrato com a gravadora Sony MasterWorks, convites para programas de tv e conquistaram a atenção de Elton John, que imediatamente os convidou para fazer parte de sua turnê ainda em 2011. Além disso, em 2013 fizeram uma participação na série Glee em seu episódio de tributo à Michal Jackson.


Hoje com 28 e 29 anos, Luka e Stjepan desfrutam do sucesso no auge de suas carreiras ainda tão jovens e com tanto a ser conquistado, já tendo feito releituras de grandes nomes como U2, Coldplay, Michael Jackson, Guns’n’Roses, Nine Inch Nails, Sting, Nirvana, Muse e Kings of Leon.


Em tempo III

Ah, essa tal beleza que encanta.... Dois músicos jovens, ousados e inovadores. Naturalmente isso já seria suficiente para encantar o mulheril, mas com uma dose a mais de beleza, ninguém segura! Luka e Stjepan arrancam suspiros por onde passam. Mas a grande pergunta é: eles são ou não bonitos?

Beleza, conforma já discutimos aqui no blog, vai muito além da aparência física... Envolve charme, simpatia, comportamento e uma série de detalhes que nos fazem ver alguém como bonito ou não. E isso eles têm aos montes, né! Mas se você está em dúvida, olha o vídeo do primeiro encontro deles no tópico “Em tempo II” e conclua comigo que o tempo só fez bem à eles... Mas enquanto a mulherada morre de amores pelo Stjepan, eu sou mais o Luka ;)


Em tempo IV

Acompanhe o site dos moços bonitos e veja outras leituras fantásticas de grandes sucessos da música mundial: http://www.2cellos.com/

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails
.
Aqui você encontra
Comunicação, música, cinema, arte, publicidade, literatura, entretenimento, mundo e outros devaneios...
.
.
A loucura é uma ilha perdida no oceano da razão.
(Machado de Assis)
.
.